domingo, 2 de dezembro de 2012

A beleza das coisas (aparentemente) insignificantes


A fotografia depende de alguns fatores fundamentais: a situação, a iluminação e o olhar do fotógrafo.

A situação está, em muitos casos, além do controle do fotógrafo. É evidente que você pode persegui-las, como um fotojornalista que está sempre correndo atrás da notícia, ou viajar pelo mundo retratando as belezas por aí.
No entanto, frequentemente, as situações vem ao nosso encontro por acaso, esbarramo-nos acidentalmente nelas.


Já a iluminação pode, e muitas vezes deve, ser controlada. A primeira providência a ser tomada pelo fotógrafo é encontrar o melhor horário do dia, ou o melhor ângulo, com a iluminação privilegiada. Se possível, pode recorrer também a iluminação artificial, como a flashes ou iluminação ambiente.


Por fim, o terceiro fator, e que eu me arriscaria a dizer o mais importante, é o olhar.
Não se pode ensinar os outros a enxergar melhor o mundo, pois esta é uma qualidade nata. Todavia, pode-se ensinar algumas técnicas básicas de composição que, aos poucos, treinarão o fotógrafo e melhorarão consideravelmente suas imagens.
Para ver bem o mundo é preciso estar atento, aberto para todas as experiências, da mais grandiosa até a mais pequena.

Já ouvi algumas pessoas falando que não fotografam tanto porque não há muito de interessante para se ver em suas cidades. Isto é um absurdo, pois um bom fotógrafo encontra beleza até naquilo que parece ser insignificante.

Vejamos alguns exemplos.

Cenas cotidianas


Mesmo uma cidade pequena está repleta de cenas cotidianas que a caracterizam, sejam os idosos sentados numa praça jogando damas, sejam crianças brincando num parquinho.


O tempo todo um monte de coisas ocorrem ao nosso redor, basta pararmos para observá-las.

Belezas naturais


A Natureza é uma rica fonte de inspiração para artistas. Há as grandes paisagens, como montanhas, lagos e rios, mas há também os detalhes, aquilo que muitos nem se dão conta.


Até insetos e flores podem ser objetos extremamente interessantes dependendo do ponto de vista do fotógrafo.

Comidas


Eu adoro fotografar comida, tanto em casa quanto em restaurantes.


Primeiro porque alguns pratos têm um aspecto tão apetitoso que sua própria imagem já é o suficiente para dar fome, depois porque, em restaurantes, geralmente a disposição do prato possui também princípios estéticos, é feita para embelezar a refeição.

Instantâneos urbanos


Muitas cidades são tão orgânicas que, em qualquer esquina, é possível encontrar cenas memoráveis, mesmo que muitas vezes não as percebamos.


Grafites são particularmente interessantes, uma forma de expressão artística de rua e podem se converter em belas fotos.

O poder da observação


A beleza está sempre à nossa volta. Inicialmente, podemos ficar muito impressionados com os grandes monumentos e com os eventos extraordinários, porém, é nos detalhes, nas cenas cotidianas, que encontramos aquela beleza quase imperceptível, que exige atenção e percepção.


É nestas horas que o olhar do fotógrafo faz toda a diferença, pois nem sempre podemos controlar as situações, ou até mesmo a iluminação, mas o olhar está dentro de nós, somente aguardando que paremos e admiremos as pequenas maravilhas da vida diária, que ocorre diante da vista de todos, mas que poucos lhes dão valor.

***
Gostou deste artigo?


A melhor referência para quem deseja aprender a tirar fotos melhores.

  1. Muito bem colocado.
    Estava pensando nisso esses dias, não é que não há lugar nas cidades pequenas, o negócio é que as pessoas não querem ver. Arte é uma filosofia incompreendida, no meu ponto de vista, as vezes eu acho uma foto legal que outra pessoa não pode achar como aconteceu comigo esses dias. Dê uma olhada nesse foto que eu tirei da minha namorada enquanto ela deitava na rede (http://instagram.com/p/SnxrFmPaKP/) ela odiou essa foto kkk', sou meio suspeito de falar, mas adorei o contraste que consegui, e isso com uma simples câmera de celular horrível na minha opinião.
    Adoro tirar aquele tipo de foto de poses diferentes e ângulos diferentes, acho que o mundo fica tão sem graça quando visto sempre da mesma maneira, e se não me engano o Henry fez uma postagem falando disso.
    Ainda leio seu blog regularmente, sempre confiro as novas atualizações.
    Continue me estimulando com suas postagens desse tipo :)
    Abração cara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem isto, Walter. Tudo depende da criatividade e da disposição em encontrar as coisas belas ao nosso redor.

      Abraços e obrigado pela leitura.

      Excluir
  2. Obrigado por mais esse show!!!
    Cara, o mundo fotográfico é fascinante, continue que continuarei lendo sempre...rsrsr
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, William, e continue acompanhando nossas dicas.

      Abraços.

      Excluir
  3. Henry,
    ótimo artigo. Cada dia me apaixono mais pela fotografia e tenha certeza que seus artigos têm auxiliado muito nisso!
    Abraços.

    ResponderExcluir