terça-feira, 9 de outubro de 2012

Tudo borrado - Erros de fotografia que todos nós já cometemos um dia


Duas das situações mais desafiadoras para um fotógrafo são: 1 - fotografar bem à noite e 2 - fotografar bem pessoas, animais ou objetos em movimento.

Se você reunir estas duas condições, isto é, fotografar à noite algo em movimento, então você estará diante de uma missão quase impossível.

Todos nós tiramos fotos borradas, por isto, você não deve se martirizar. Com câmeras compactas, é extremamente complicado obter boas imagens em condições de pouca luminosidade, ou em cenas com movimento.
No entanto, mesmo com uma Reflex, ainda mais se estiver em Modo Manual, você terá de ajustar as configurações de velocidade do obturador, abertura de diafragma e ISO até conseguir a exposição correta, e isto pode implicar em alguns quadros de teste.

O que faz com que uma foto fique borrada?

Velocidade do obturador lenta demais


A velocidade do obturador será a função que o permitirá congelar o movimento. Quanto mais lenta ela for, maior serão as possibilidades de sua foto ficar borrada, seja por causa do movimento do sujeito fotografado, como na imagem acima, seja por causa do movimento do próprio fotógrafo, como na imagem abaixo.


Para objetos ou sujeitos estáticos, a velocidade do obturador mínima recomendável caso você esteja segurando a câmera (isto é, sem tripé) é de 1/15.
É possível obter imagens nítidas com velocidades mais lentas, mesmo sem um tripé, no entanto, você precisará de pulso firme.

Além disto, quanto maior for a distância focal da sua lente, maior será a velocidade mínima recomendável para obter uma foto nítida. Por exemplo, com uma lente de 50mm, a velocidade mínima deveria ser 1/50; já para uma lente de 300mm, a velocidade mínina seria de 1/300.

Fora de foco


Outras vezes, mesmo com uma velocidade do obturador bastante rápida, ainda assim você acabará com uma foto borrada.
Nem sempre é culpa da velocidade. Em alguns casos, o problema pode ser o foco.

Repare na imagem acima.
Apesar de ser uma foto de dois cães em movimento, que já poderia estar borrada pelo próprio deslocamento dos animais, mesmo usando uma velocidade alta de 1/400, os dois cachorros estão borrados.
No entanto, se você observar bem o segundo plano, verá que está tudo nítido. O que ocorreu é que o foco ficou no segundo plano, assim, o primeiro plano ficou ligeiramente borrado.

Velocidade lenta + fora de foco


Quando fotografamos à noite, ou em situações com pouca iluminação, sua câmera terá uma dificuldade natural de obter o foco, demorando muito mais do que o habitual.

Além disto, em situações com movimento, também existirá uma dificuldade normal de se obter o foco, pois, às vezes, o sujeito retratado estará mais próximo da câmera, em outras, mais distante.


Agora reúna estas duas situações. Com pouca iluminação, a velocidade do obturador terá de ser mais lenta e será mais demorado obter o foco. Com objeto em movimento, você terá dificuldades para focar corretamente.
Esta é a fórmula para a desgraça.


Sob estas condições, há grandes chances que você obtenha uma foto:

a - borrada, por causa da velocidade lenta do obturador;
b - desfocada; ou
c - borrada e desfocada.

As Soluções

A primeira solução básica para obter uma foto nítida em condições de pouca luminosidade e/ou em movimento é subir o ISO, abrir a abertura de diafragma e tentar manter uma velocidade do obturador mínima equilavente à da distância focal da lente (por exemplo, para uma lente 100mm, velocidade mínima de 1/100, e não se esqueça do crop factor!).

A segunda solução, que nem sempre poderá ser utilizada, é fotografar com flash. Todavia, de nada adianta usar o flash para fotografar um show, por exemplo, se você estiver 50 metros longe do palco.
O alcance do flash é limitado a poucos metros, por isto, é patético ficar fotografando um sujeito lá do outro lado do planeta com flash.


A terceira solução implica em gastar um pouco para comprar uma lente rápida, isto é, com uma grande abertura de diafragma. As lentes 50mm f/1.8 ou f/1.4 são ótimas para quem precisa fotografar em ambientes escuros.
Com uma grande abertura, você poderá jogar a velocidade do obturador lá para cima, garantindo uma foto nítida.

Por fim, às vezes não conseguimos perceber se a foto ficou completamente nítida no visor da câmera e só descobrimos depois, no computador, que ela está um pouco borrada.
Nestes casos, o pós-processamento não ajuda muito, então só resta deixar estas fotos de lado e selecionar as que ficaram boas.
Além disto, algumas fotos borradas até acabam ficando artísticas, apesar de isto não ser o usual.


***
Gostou deste artigo?


A melhor referência para quem deseja aprender a tirar fotos melhores.

  1. Oi Henry,

    Primeiro gostaria de dizer que o site mãos de vaca tem me ajudado muito. estou indo para NY agora no final do ano e comprei o seu livro no qual está sendo muito útil! Obrigada!
    E sendo assim, pretendo comprar uma máquina lá.
    Atualmente possuo uma lumix fz100. Não sou fotógrafa, somente amante de fotografias!
    Estou querendo adquirir uma outra. O meu pai tem uma Canon T3i e gostei bastante dela.
    Sei que a canon não me dará o zoom que tanto gosto de usar, mas gostaria de fazer algum curso para que possa expandir meu hobby!
    Você me aconselharia e pegar a T3i? Eu vi que foi lançada a T4i. Não sei se existe muita diferença.
    Se positivo, pego com alguma lente específica? Existe alguma lente que possa me dar bastante zoom no qual eu consiga me desfazer da minha lumix fz100?!
    Muito obrigada!
    Tatiane Mary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, Tatiane, e continue acompanhando os novos artigos.

      Abraços,

      Henry.

      Excluir
  2. Boa noite, vou comprar uma 50mm e preciso de ajuda!
    compro esta NIKON AF-S NIKKOR 50MM f/1.8G Lens ?
    ou seria melhor esta? (entendi errado ou esta faz o que a anterior faz e algo mais?)
    Nikon NIKKOR 50mm f/1.4 AIS Manual Focus Lens? Ou nenhuma destas? Qual me sugere? obrigada

    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço com profundidade os equipamentos da Nikon, Danielle. Mas se equivaler às lentes da Canon, provavelmente só deve haver uma diferença na construção das lentes, mas ambas obterão efeitos muito parecidos.

      Abraços.

      Excluir
  3. Olá Henry
    Controlar o tal do borrado fica mais fácil com a experiência e com as dicas que passou quando o problema é a velocidade do obturador. Quando é em função do foco que a máquina escolhe o plano errado a coisa fica um pouco mais complicada e se agrava onde a luz é pouca. Quando a luz é pouca e as pessoas estão perto da parede, parece que a máquina insiste em focar a parede deixando os rostos levemente desfocados, por exemplo. Só consegui melhorar a situação utilizando o flash externo com a lâmpada desligada, mas com o sistema de medição do foco do flash ligado. Ele parece ser bem mais preciso do que o da câmera. Um 580EXll Canon.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lobo.

      Ah sim. Pois a câmera ajusta o foco através do contraste, enquanto que, com um flash externo, o ajuste é feito através do infravermelho, ou seja, é muito mais fiel para situações com pouca, ou nenhuma, claridade.

      Abraços.

      Excluir
  4. olá qual seria a lente da cannon sx 40 hs. eu comprei ha um mes, estou tendo dificuldades em fotografar pessoas e pessoas ou algo em movimento, mas sei q ela é uma otima camera. eu tenhoq comprar alguma lente de proteção né. anel adaptador essas coisas. mas me diz se essa camera vai me fazer tirar otimas fotos como eu ja vi q ela tira. please. obrigada. thankss

    ResponderExcluir
  5. É exatamente a dificuldade que venho passando com a lente 18-135mm.
    Alguém vai para NY?

    ResponderExcluir