segunda-feira, 9 de julho de 2012

A grande responsabilidade do fotógrafo, ou a sua burrada pode estragar tudo


Da primeira vez que fui viajar a Manaus com minha esposa, isto no ano de 2000, não sabíamos como inserir o filme fotográfico na câmera e pedimos para minha irmã nos ajudar.

Fomos, viajamos, passamos a virada do ano às margens do Rio Negro e tiramos muitas fotos. Ao revelarmos o filme, não havia uma única foto no rolo. O filme havia ficado mal encaixado e, por isto, perdemos todas as imagens daquela viagem.

Ficamos tão chateados que queríamos dar com a cabeça na parede de raiva!

Agora, imagine se você paga um profissional para isto - e paga caro! - e, quando você vai conferir o resultado das fotos de seu casamento, festa de quinze anos, batizado de seu filho, você se depara com isto?


Pense na sua decepção e na sensação de ter sido enganado pelo fotógrafo. Pense na raiva que você sentiria.

Esta história ocorreu na Inglaterra. Este casal da foto contratou uma equipe de fotógrafos para retratar o casamento deles e, na hora de ver o resultado: surpresa! Todas as fotos estavam um lixo!


Fotografar casamentos não é fácil, não é uma tarefa para qualquer bocoió com uma câmera na mão.
Se refletirmos sobre a responsabilidade que é a de tirarmos belas fotos de um evento que marcará para sempre a vida de suas pessoas, acho que ninguém se arriscaria neste ramo.

Você não tem duas chances para fazer bem o serviço. Se você perder algum momento importante, como o beijo no altar, a troca das alianças ou o arremesso do buquê, não tem como voltar atrás e pedir para os noivos repetirem a cena.


Fotografia de casamentos é uma prova de fogo, não é para amadores, não é para quem não sabe o que fazer e quando.


Agora, a decepção deste casal foi tão grande que eles optaram por "encenar" novamente a cerimônia, desta vez contratando um fotógrafo de verdade, para poderem preservar a memória deste dia. Veja acima a comparação entre o trabalho do primeiro e do segundo fotógrafo.


Felizmente, este casal tinha bala na agulha para poder pagar novamente para voltar aos mesmos cenários, refazer a festa e contratar um novo profissional. Não são todos que tem esta oportunidade, nem são todos os eventos que podem ser recriados desta maneira.

Você tem alguma história de viagem, evento ou situação que você tentou fotografar e as fotos ficaram imprestáveis depois?

Conte para a gente e, se você tiver coragem, compartilhe algumas fotos deste seu fiasco em nosso grupo do Flickr
http://www.flickr.com/groups/calabocaeclica/

Fontes:
Page not found/O Globo
http://oglobo.globo.com/blogs/pagenotfound/posts/2012/07/03/casados-se-casam-de-novo-para-refazer-fotos-apos-serie-de-borroes-453455.asp

The Telegraph
http://www.telegraph.co.uk/news/picturegalleries/howaboutthat/9216685/Are-these-the-worst-wedding-pictures-ever.html


***
Gostou deste artigo?


A melhor referência para quem deseja aprender a tirar fotos melhores.

  1. Já tinha visto isso, e também fiquei surpresa, como pode uma equipe de fotógrafos que se dizem profissionais não acertar em uma , pelo menos?


    www.garotaxmulher.com

    ResponderExcluir
  2. Vamos falara verdade. Eu já tinha lido a respeito deste episódio. O pessoal que comprar o mais "baratinho" e se estrepou. Ele pagaram por foto e filmagem 1450 libras (aprox R$4100). Partindo do princípio que o povo inglês tem 3X mais poder aquisitivo que o equivalente brasileiro (info. obtida na UOL quando na oportunidade o Brasil passou a Inglaterra passando a ser a 6ª economia mundial) pode-se dizer colocando em valores "nacionais" que na verdade eles pagaram aprox. R$1366,00 por foto e filmagem. Até para nossos padrões este "pacote" é uma bomba!!! Receberam de indenização por ordem da justiça inglesa 950 libras (cerca de R$ 2.700) que também divididos por 3 (adequação ref. a poder aquisitivo médio da população)dá R$900. Quando o seu único critério é preço, não há muito o que questionar, vide sentença da justiça. Há um caso de um casal no programa Fantástico que o fotografo esqueceu de seu casamento. Também contrataram a dez dias do evento sem qualquer referência do trabalho. Só vejo 2 tipos de pessoa contratando assim. Com plena certeza da qualidade do job e paga o valor que for para ter o profissional ou foi o mais barato que encontrou em cima da hora. Só cai neste tipo de situação quem se achar "ixpertiu".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, Luiz Alberto.

      Às vezes, a pessoa quer economizar demais e acaba se dando mal. E com tanto fotógrafo ruim/inexperiente no mercado, o ideal é sempre seguir alguma recomendação.

      Abraços.

      Excluir
  3. Henry, acho que já li por aqui mas não encontrei o post.

    Penso em trocar minha 18-55 e 55-200 por uma 18-200. Tirando o lado do $$, tem algum fator negativo? as aberturas máximas são as mesmas, penso em diminuir o volume a carregar.

    []´s
    Luciane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciane.

      Eu não me desfaria da 18-55 (assim como não me desfiz da minha).
      Quando eu viajo para regiões um pouco mais perigosas, sempre levo uma Reflex mais barata com a lente do kit, pois é versátil e, se me roubarem, o prejuízo não será tão grande.

      A 50mm é ótima, mas não serve para tudo.

      Abraços.

      Excluir
  4. Quando minha irmã se casou, não tínhamos dinheiro para nada - nem mesmo para a festa! Mas como ela era muito querida na cidade, todos se uniram e bancaram uma festa para ela... o vestido foi emprestado, os comes e bebes foram doados (até o bolo!)... Mas... e fotógrafo? Ninguém se lembrou desse detalhe, no afã de arranjar tudo a tempo e sem gastar muito. No fim, eu - com 15 anos à época - consegui uma camerazinha ordinária, ainda de filme (e foco fixo, a tragédia da época), emprestada do patrão, e fui tratar de guardar lembranças daquele dia... Por sorte, o lugar do evento era bonito, a festa foi durante o dia, e por um milagre eu consegui fazer alguns enquadramentos muito legais (eu não sabia nem olhar no visor direito!). Quando revelamos as fotos... ninguém acreditou que eu mesmo havia batido! Um amigo mandou selecionar as melhores e fazer um álbum com elas... Minha irmã morreu dois anos após o casamento, e aquelas fotos eternizaram sua juventude em todas as casas dos familiares até hoje...

    Marcelo Eugenio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que deu tudo certo nesta sua experiência, Marcelo, pois nem sempre é o que ocorre.

      Abraços.

      Excluir
    2. quando você realnente quer alguma coisa o universo inteiro conspira a seu favor

      Excluir
  5. Henry, cheguei agora no blog, estou lendo as postagens iniciais de 2011 e aproveito para lhe perguntar qual câmera se encaixa no perfil "leigo"para tirar fotos de crianças, em casa, escola: canon g12 ou canon t3? Obrigada.
    Ana Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana Paula.

      Se você é leiga e não pretende se dedicar muito a aprender fotografia, a uma G12 será o suficiente para suas necessidades.

      Abraços.

      Excluir