quinta-feira, 21 de junho de 2012

Fotografando um lanche do McDonald's: por que a foto é tão diferente da realidade?


Está rolando na internet um vídeo muito legal, no qual a diretora de marketing do McDonald's do Canadá explica o processo para tirar foto de um lanche para propaganda.

A pergunta que motivou o vídeo é a seguinte: "por que seus lanches parecem ser tão diferentes em propagandas dos que estão nas lanchonetes?"

Antes de tudo, devo dizer que esta pergunta é ligeiramente estúpida, pois ninguém vai a um fotógrafo para parecer mais feio.
Quando contratamos um bom fotógrafo, queremos ficar mais bonitos, as mulheres vão ao cabeleireiro e usam maquiagem, e é preparado todo um set de iluminação que nos privilegia.
E esta lógica não é diferente para um animal, ou para um sanduíche. O McDonald's, ou qualquer outra empresa, não contrata uma empresa de marketing para que seus produtos saiam horrorosos nas fotos ou nos vídeos.

Tendo esclarecido isto, farei um resumo do vídeo para aqueles que não falam inglês e só lerão as figuras.
A diretora de marketing do McDonald's vai até uma lanchonete da rede e compra um quarteirão com queijo, depois se encaminha até o estúdio fotográfico para tirar uma primeira foto deste sanduíche.
Então, com os mesmos ingredientes das lanchonetes (é o que ela diz, pelo menos), eles preparam um sanduíche "cenográfico", montado de uma maneira para que todos os ingredientes, que num sanduíche normal estariam dentro do pão, possam ser visualizados na propaganda, como o picles, a mostarda e ketchup. Eles também dão uma derretidinha no queijo para ficar mais apetitoso.
Esta é a maquiagem do sanduíche.

Por fim, levam a foto para o pós-processamento, onde são feitas pequenas correções para ressaltar as cores e remover pequenos defeitos no pão.

Segundo a diretora de marketing, a foto fica tão diferente do produto das lanchonetes porque a caixa é feita para preservar o lanche quente, e os vapores fazem com que o pão murche um pouco.

Anatomia do vídeo

Além de ser um vídeo bastante interessante para quem curte fotografia, eu gostaria de compartilhar com vocês alguns detalhes que reparei nele.


O primeiro é o set utilizado para tirar as fotos. Podemos observar que há seis luzes neste set, quatro strobes embaixo (um deles está atrás do fotógrafo) e dois outros strobes dentro de softboxes (aqueles modificadores retangulares pretos).

Este é um belo set, ainda mais se pensarmos que se trata a foto de um mero sanduíche.
Podemos perceber também que destas seis luzes, quatro estão ligadas: a do fundo e no topo em softboxes, a do canto esquerdo e, depois, no decorrer do vídeo, veremos que a luz atrás do fotógrafo também está funcionando.
Eu só fiquei na dúvida quanto ao primeiro strobe (com a interrogação) do lado direito, pois ele parece estar desligado, mas depois, mais adiante no vídeo, ele parece estar ligado.


Esta foto é a que foi tirada do sanduíche preparado na lanchonete. Por ela, e pelo reflexo à direita no queijo, podemos ter a certeza que o strobe da direita estava ligado.

A foto não é ruim, principalmente porque está bem perto da realidade, mas, em comparação ao resultado final, veremos que o trabalho do fotógrafo valeu a pena.


Aqui poderemos dar uma xeretada no equipamento que eles utilizam. A flecha aponta para a câmera usada, uma Mamiya de formato médio, bastante usada em fotos para propaganda, por sua grande qualidade ótica. Sem dúvida, eles devem ter capturado a imagem com um fundo digital de alta resolução. Uma câmera destas com um fundo digital deve estar na casa de 25 mil reais, talvez muito mais dependendo da configuração.


Aqui temos a foto do sanduíche depois da maquiagem, embelezado e preparado para chamar mais atenção.
A diretora de marketing afirma que esta é a foto saída diretamente da câmera, sem retoques, mas acho que houve pequenas correções, pois o pão não aparenta ter os mesmos defeitos que são corrigidos posteriormente no vídeo.


Por fim, aqui está a comparação lado a lado com o sanduíche comprado na lanchonete e o outro preparado para a propaganda.

Há uma grande diferença, inquestionavelmente, assim como há grandes diferenças entre aquela foto de casamento da sua prima e ela na vida real.

Como eu disse, gostaríamos de parecer mais bonitos na fotografia. Sorte do quarteirão com queijo que consegue esta proeza!

***
Gostou deste artigo?


A melhor referência para quem deseja aprender a tirar fotos melhores.

  1. Olá, gostei mto da explicação do vídeo, mas confesso q achei mto deselegante o início da postagem, onde vc diz ser estúpido questionar-se a respeito da imagem ser mais bonita do quê o sandwich q é servido.

    Henry, não é nada inteligente comparar imagem de snadwich ou comida, com a imagem de uma pessoa ou de um cão. Parece, à primeira vista, ser uma assertiva inteligente, mas na verdade não é. Uma vez que ninguém paga pra me ver ou ainda pra ver meu cachorro.

    Fato q não ocorre qndo se vai a um restaurante ao lanchonete. A imagem de algo q está mto lonte do que é servido pro cliente; fere o códigode defesa do consumidor, pois se configura no famigerado "propaganda enganosa"¬¬

    Sou fã incondicional do site, mas sinceramente eu precisei postar isso. Reitero ainda, que sou amante da fotografia e amo tudo que vc posta, mas essa de taxar de estúpida, uma pergunta simples, mas mto pertinente, sobretudo em relação ao Macdonald's, foi pracabar!

    Vc poderia taxar de ingênua, mas de estúpida, jamais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria.

      Você tem todo o direito de pensar (e expressar) que achou a minha posição deselegante, do mesmo modo que eu também tenho todo o direito de pensar (e expressar) que o questionamento sobre a real intenção da publicidade é ligeiramente estúpida, ou, se fosse reformular a expressão para suavizá-la, o que para mim tem o mesmo efeito, ligeiramente ignorante.

      O que motiva a publicidade é tornar seus produtos mais interessantes e atraentes para convencer as massas, isto é, nós, a consumir. E esta é a mesma lógica por detrás do sanduíche, ou por detrás do propaganda de sabonete com a supermodelo com photoshop exagerado que retira quaisquer manchas, pintas ou, às vezes, até o próprio umbigo, como já se viu por aí.

      A sua foto pessoal pode não ser para publicidade, mas, de certo modo, você está "vendendo" uma imagem sua, que pode ou não corresponder à realidade.

      E quanto ao quesito "propaganda enganosa", diz a lei:

      "§ 1° É enganosa qualquer modalidade de informação ou comunicação de caráter publicitário, inteira ou parcialmente falsa, ou, por qualquer outro modo, mesmo por omissão, capaz de induzir em erro o consumidor a respeito da natureza, características, qualidade, quantidade, propriedades, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços." (só lembrando que esta é a lei no Brasil, pois nos EUA não existe código do consumidor)

      Ou seja, uma foto dos sanduíches que apresente os mesmos ingredientes usados num sanduíche real, com o preço que pagamos, só que com retoques digitais, não me parece ser propaganda enganosa (ainda mais se for no McDonald's de Roma, que tem um dos sanduíches mais bonitos que já vi até agora). Agora, se aparecesse um bacon na imagem e no sanduíche não viesse, isto é outro papo. Sem contar que, nas lanchonetes, a foto do sanduíche aparece ampliada, o que pode passar a impressão que o sanduíche é enorme, mas você também não gostaria de ver um display de 1,70m com um sanduichinho em tamanho real no meio, aposto.

      Senão, Maria, teríamos de questionar, sem exceção, todos os anúncios publicitários que vemos na frente, pois se o sujeito compra um desodorante "para macho" e não fica cercado de belas mulheres aos pés dele, ou se você comprar uma margarina e não passar a manhã inteira sorrindo com sua família na mesa do café da manhã, isto também poderia ser considerado propaganda enganosa, pois estará induzindo o consumidor a pensar que sua vida será totalmente diferente depois de comprar tais produtos...

      Mas, sinceramente, para mim este é outro debate: se publicidade deve reproduzir exatamente o produto vendido?
      Eu acho que não, senão eu não compraria quase nada nesta vida.

      Mesmo assim, entendo sua posição, apesar de discordar dela. O que ocorre é que, desde um tempo, há uma certa modinha em questionar tudo que o McDonald's faz, enquanto as pessoas continuam engolindo tudo que as outras megacorporações fazem (como a Coca-Cola, por exemplo) sem o mesmo tipo de senso crítico.

      Abraços.

      Excluir
  2. Agradeço a réplica Henry ;)
    Concordo com o que foi dito. Eu destôo da maioria pq eu não sou fã dos "sandubas mcdonalds" nem tomo coca cola. De fato, meu questionamento sai do escopo do site. Eu só fiquei encanada com a palavra "estúpido", q para tal, não existe eufemismo q a suavize, não é msm?

    Ademais, fico de fato feliz pela tua réplica. Eu postei sem botar fé de q séria publicado,sabia? De maneira q a réplica aumentou minha admiração pela seriedade do site. Parabéns! :)

    ResponderExcluir