quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Escolhendo um equipamento fotográfico, por Fernanda Ferraro


Nesta semana, a fotógrafa Fernanda Ferraro escreveu gentilmente um artigo para ajudá-los a escolher um bom equipamento fotográfico. Nós nos conhecemos através do meu outro trabalho, o guia Nova York para Mãos de Vaca; ela é uma fotógrafa supercompetente, com belíssimas imagens no portfolio.

Vale conferir - www.fernandaferraro.com.br

***



Oi, pessoal! Meu nome é Fernanda Ferraro, sou fotógrafa profissional, proprietária da empresa Fernanda Ferraro Fotografia (www.fernandaferraro.com.br), fotografo casamentos, ensaios de casais apaixonados e famílias felizes. Tenho 30 anos, sou advogada por formação, carioca da gema, casada com o amor da minha vida e exclusivamente fotógrafa há 2 anos, quando eu deixei um emprego na Petrobrás em busca da minha realização de vida. Quanto vale um sonho?!

Conheci inicialmente o simpático blog Viagens para Mãos de Vaca, pois meu próximo destino é NY, e a parada obrigatória antes de fazer o check in é lá.

Se conselho fosse bom, não se daria, venderia...rsrs. E é esse o intuito do manual de fotografia vendido aqui no Cala a Boca e Clica! Vender bons conselhos e dar boas dicas. Enjoy it.

Acho que posso dar meus 10 cents de contribuição:


Se você passou pelos www.maosdevaca.com, é porque pensa em viajar para NY. Sendo assim, aproveite que você irá para a capital mundial da fotografia e faça boas compras na B&H Photo, a Disneyworld dos fotógrafos amadores e profissionais do mundo todo.

Eu sou usuária de equipamento Canon (e Applemaníaca). Não ganho absolutamente nada fazendo propaganda. Nikon e Canon são excelentes marcas, com grandes variedades de equipamentos, facilidade de assistência técnica e peças de reposição. Então deixo de lado a briguinha boba sobre que marca é a melhor e apenas refiro-me à Canon por conhecer os equipamentos da marca, certo?!

Não se precipite. Nada de comprar equipamento caro sem saber mexer. Se o seu intuito é ter uma boa câmera compacta que faz bonito no modo automático, aposte na Powershot G-12 da Canon. Eu que sou profissional, a tenho como minha eleita para viagens e fotos pessoais. É fantástica, tem praticamente todos os recursos de uma câmera semi-profissional, não é enorme (vantagem de caber na bolsa) e ainda filma em alta definição.


Caso seu interesse seja adquirir uma câmera com mais recursos, compre uma DSLR (Não sabe o que é DSLR? Veja aqui: http://www.calabocaeclica.com/2011/10/entao-voce-decidiu-comprar-uma-camera.html) de entrada, ou seja, um modelo para iniciantes, como uma Canon T1i, T2i, T3i... Elas são mais leves e mais baratas. À medida que você for aprendendo a usá-la, aí sim aposte em câmeras mais potentes. Digo isso porque as câmeras DSLRs têm tempo de vida útil em cliques. Enquanto a gente aprende, a gente clica bastante, erra mais que acerta, então vale a pena não gastar um equipamento top com fotos ruins e cliques deletáveis.

Colocar uma Canon 1D-X, que é o top de linha da Canon, na mão de um iniciante, seria como deixar uma menina de 10 anos pilotar uma Ferrari. Se você gosta de tecnologia como eu e está disposto a investir em equipamentos fotográficos, uma dica valiosa é que você antes invista em bons cursos.

Outra coisa, não se precipite e compre apenas o corpo da câmera, sem a lente do kit. Compre a lente separadamente. E como primeira lente, eu recomendo que você compre a famosa cinquentinha: 50mm f/1.8.

Se conselho fosse bom... Eu diria pra você nunca, nunca mesmo, comprar uma câmera DSLR (ou seja, daquelas de trocar a lente) com uma lente que venha no kit. A lente do kit é sempre uma BOMBA. Geralmente as lentes do kit das câmeras de entrada vêm especificadas assim: 18-55mm f/3.5-5.6. Sabe o que isso significa? Vou traduzir essa equação nas palavras de um leigo. Significa que ao ”puxar” o zoom da lente, a imagem captada perderá luminosidade. Como foto depende de luz, você pode fazer melhor negócio adquirindo uma lente 50mm f/1.8 baratinha que vai te fazer muito mais feliz. Ok, você descobrirá que a lente 50mm não tem zoom. Mas eu afirmo com tranquilidade que ao escolher a lente fixa, você estará garantindo melhores fotos, pois com grandes aberturas, conseguimos atingir velocidades maiores para fotografar em luz natural. Qual a necessidade de velocidades maiores? Congelar o movimento, evitando a foto tremida. A velocidade de segurança, ou seja a velocidade mais baixa que a gente consegue fotografar sem tripé e sem tremer, é 1/30. E para iniciantes eu recomendo 1/50!

Para entender melhor a relação entre velocidade do obturador e abertura do diafragma, leia este artigo aqui: http://www.calabocaeclica.com/2011/04/mas-o-que-e-fotografia.html


Resumidamente falando, quanto menor o número de f-stop (f/) de uma lente, maior será sua abertura (veja a ilustração acima), e consequentemente, maior também será sua capacidade de captação de luz. Dependendo do ISO (que é o equivalente digital da ASA dos filmes) e da abertura utilizada, precisa-se de maiores ou menores velocidades de obturação para a correta exposição.

E a lente 50mm f/ 1.8, tem um custo x benefício incrível! É super baratinha e te trará um resultado maravilhoso. Sabe aquelas fotos que todo mundo adora, em que um assunto principal está em primeiro plano e o restante parece desfocado?! Essa lente é perfeitinha pra fazer esse efeito, o chamado bokeh (veja a definição aqui: http://www.calabocaeclica.com/2011/10/introducao-fotografia-25-profundidade.html).


Lógico que é recomendável que se faça um curso de fotografia. Mas se puder fazer valer esta dica que eu estou dando, nunca, nunca mesmo compre sua primeira DSLR com a lente que vem no kit. Além de essas lentes do kit serem mais caras que uma cinquentinha, ao vendê-las, você perceberá o desvalor comercial delas. Portanto, evite-as. Ser mão de vaca vale a pena, principalmente quando a economia é consciente e por uma boa causa. Mais que tudo, um consumo consciente é coisa de gente inteligente.

See you guys! Bjs, Fê.

Imagens: Fernanda Ferraro www.fernandaferraro.com.br


***

Gostou deste artigo?


A melhor referência para quem deseja aprender a tirar fotos melhores.

  1. Estou esperando uma viagem a NY para comprar uma T3i na BH Photo. Gostei da dica e resolvi pesquisar no site. As únicas lentes que encontrei de 50mm são mais caras que as originais do kit.
    Existe algum detalhe que não entendi?
    Link da lente do kit: http://www.bhphotovideo.com/c/product/519475-GREY/Canon_2042B002_EF_S_18_55mm_f_3_5_5_6_IS.html
    Link da lente de 50mm: http://www.bhphotovideo.com/c/product/12142-GREY/Canon_2514A002_Normal_EF_50mm_f_1_8.html
    Só que quando colocado no kit, as lentes saem pelo mesmo preço. E aí? O que vale mais a pena?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,

      Talvez a Fernanda possa lhe responder melhor sobre isto, pois eu penso um pouco diferente dela neste quesito. A lente do kit não é a melhor do mundo, mas também está longe de ser a pior do mundo e, no nível de uma Reflex introdutória, como o caso da T3i, penso que tanto faz comprar ou não com a lente do kit.
      Mesmo assim, a 50mm é sempre uma boa aquisição.

      No entanto, caso você já tenha lentes melhores e esteja comprando uma nova câmera, então vale comprar somente o corpo, sem lente, pois você já possui ótimas lentes intercambiáveis.

      Neste seu caso, eu compraria a T3i com a lente do kit 18-35mm e, se possível, também a 50mm f/1.8, isto porque eu gosto de uma grande-angular e também gosto de fotografar com pouca luminosidade, ou seja, estas duas lentes cobrem estas duas necessidades.

      Abraços.

      Excluir
    2. Depende do gosto pessoal de cada um. EU preferiria abrir mão da grande angular (ou seja, um maior ângulo de visão, ideal para quem fotografa espaços pequenos) em prol da luminosidade.

      :)

      []`s
      Fê.

      Excluir
    3. É, Fernanda, eu sou um pouco suspeito para falar, porque adoro as 50mm, já tive a f/1.8 por alguns anos e hoje tenho a f/1.4.

      Porém, quando viajo para alguns destinos que sei que são mais perigosos, eu só levo a lente do kit e uma tele vagabunda, pois se me roubarem pelo menos levam o que tem de mais barato. Quase todas as minhas lentes individualmente valem mais do que a câmera... :D

      Abraços.

      Excluir
    4. No final das contas eu andei dando umas lidas e pesquisadas pela internet. Tentando aprender um pouco mais. Li vários reviews de todo tipo de lente e cheguei à conclusão que, já que via ser "de kit", vou na 18-135, que vai resolver 100% dos meus problemas e depois eu invisto em lentes melhores quando tiver mais conhecimento de causa para escolher.
      Eu pensava em pegar a 18-35mm do kit e mais uma 75-300. Mas os reviews que li desta última são tão ruins que desisti.
      Meu uso é para fotos em viagens, família e algumas no trabalho em que a aproximação é interessante. Como nesses casos a luminosidade não falta, me parece, não terei problemas.
      Depois penso na 70-200 que li reviews muito bons e parece interessante.
      Mas para aprender, me parece, está de bom tamanho.

      Obrigado pelas dicas!

      Excluir
  2. Meu equipamento todinho tem seguro. Vale a pena fazer. Cobre até mesmo viagens internacionais, incluindo notebook... :) Recomendo, viu?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já pensamos em assegurar o equipamento, mas os preços não me pareceram compensar tanto assim (bem, em Nova York, não havia necessidade alguma de seguro, a preocupação é mais aqui na América Latina mesmo...).

      Mesmo assim, eu tenhos as minhas táticas para fotografar em locais mais inseguros, mas isto implica em reduzir o equipamento e não ficar se expondo tanto assim, afinal de contas, com seguro ou não, ninguém quer ser assaltado e ter de parar numa delegacia num país no qual às vezes você nem fala a língua, e acima de tudo perder todas as fotos que tirou.

      Afinal de contas, o seguro cobre o equipamento, mas não todo o stress de ser vítima de um crime. Eu simplesmente fico admirado com os fotógrafos Rambo, que andam com suas Leicas e 1D Mark IV por aí sem medo em zonas de conflito (inclusive, a maioria dos fotógrafos da National Geographic de cursos que participei não fazem seguro). Isto não é para mim, sem dúvida... :D

      Abraços.

      Excluir
  3. Interessante a diversidade desse mundo. Vemos dois ótimos fotografos pro com opiniões diferentes a respeito de lentes. Isso é ótimo. Viva a diversidade! Mas é bom para os amadores aprenderem que nada é absoluto e tudo depende do que você fotografa. Daí, cada estilo precisa dessa ou daquela lente. Eu dificilmente compraria uma super-tele mas, por aquilo que costumo fotografar ainda vou comprar uma 10 ou 12mm por adorar grandes angulares e gostar de experimentar perspectivas diferentes com ângulos abertos. Cada um com seu gôsto e estilo. É isso.

    Helvio Silva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As divergências são em detalhes, Helvio, pois você pode ter certeza que tanto eu quanto a Fernanda preferimos fotografar com lentes L, ótimas câmeras e boa iluminação... :D

      No entanto, é como eu já disse por aqui em algum lugar, às vezes a diferença de qualidade de uma lente ou de uma câmera para outra é quase imperceptível para um leigo, ou mesmo para um profissional, desde que a foto seja bem tirada.

      Por exemplo, esta foto minha que apareceu no site da National Geographic foi tirada com aquela tele vagabunda que mencionei, que é uma das piores lentes que já usei, com autofoco lento, aberração cromática evidente e péssima construção. Mas tudo isto é irrelevante se a foto expressar e representar o que deve ser representado.
      Às vezes me pergunto quão melhor ela poderia ter ficado com uma lente melhor, mas era o equipamento que eu tinha em mãos e foi a foto que obtive, e foi o bastante para ter sido selecionada entre as milhares de fotos enviadas todos os dias para a NatGeo.

      Tem gente que consegue obter fotos lindas com câmeras Lomo, com lentes de plástico e vazamentos de luz, ou com câmeras de celular. O importante é obter a melhor imagem que seu equipamento permitir, e isto passa necessariamente por estudar fotografia (e geralmente um bom pós-processamento também).

      Abraços.

      Excluir
  4. Henry,

    Quando você se refere a uma lente fixa 50mm, esta identificação está relacionada a câmeras SLR de filme35 mm, ou não? Nas DSLR esta referência seria uma lente fixa de 35mm, que seria a que mais se aproxima do ângulo de visão normal clássico de uma lente de 50mm das câmeras de filme. Está correto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,

      A referência da distância focal é sempre em relação às câmeras de 35mm, ou numa digital full frame. Uma lente 50mm será uma lente 50mm (como é vendida na loja), a distância focal real dependerá do crop factor de sua câmera, se é 1.3x, 1.5x ou 1.6.
      Então é só multiplicar este valor pela distância focal da lente para descobrir qual é a distância focal real na câmera. Por exemplo, numa T3i, uma 50mm x 1.6 será uma lente de 80mm, ou seja, uma telefoto curta.

      Se você quiser uma equivalente ao ângulo de visão de uma 50mm numa câmera com crop factor de 1.6, então sim você terá de procurar uma lente de 31mm, ou 35mm, ou 30mm, se existir.

      Você nunca chegará numa loja pedindo uma lente (correspodente a) 50mm para SUA câmera. Principalmente porque o vendedor não tem como advinhar qual é sua câmera e muitos nem sabem o que é crop factor.

      Mas a recomendação de comprar uma 50mm não é tanto pela distância focal (quer dizer, também), mas sim porque é uma lente barata, boa, com grande abertura de diafragma e com qualidade ótica excepcional. Uma das melhores do mercado pelo preço.

      Abraços.

      Excluir
  5. henry, meu nome é Fabricio.
    olha estou com um problema, estou querendo comprar uma câmera Canon a Canon Sx40 35x , uma Canon t3i com a lente do kit, mais o meu problema é. Eu consigo obter um zoom de 35x na t3i? pois o que não me vez comprar um destas câmera foi pelo fato da sx 40 ter 35x e a t3i "não".
    você pode me ajudar

    meu E-MAIL é lorrayne-fabricio@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabricio.

      No caso de uma Reflex, o zoom, isto é, a distância focal, dependerá da lente que você utiliza. A lente do kit não tem um zoom muito grande, ou seja, bem longe das 35x da SX40, mas você poderá comprar qualquer lente que desejar (e puder pagar, obviamente), sem contar que a qualidade ótica destas lentes e a própria câmera serão muito superiores a de uma compacta avançada.

      Mas aí fica a seu critério se superzoom é uma necessidade essencial sua, pois, como já disse aqui no blog, eu raramente preciso de mais de 200mm de distância focal.
      Mesmo assim, este valor de 35X não é um valor absoluto, ele está em relação à distância focal mínima e máxima de uma lente, ou seja, se você tiver uma lente hipotética 10-200mm, será um zoom de aproximadamente 20X. Se você comprar uma lente fixa, digamos 50mm, o zoom será 1X, ou seja, sem zoom algum, pois a lente não aproxima nem afasta, serão suas pernas que terão de atuar.

      Abraços.

      Excluir
  6. Fabrício, como o Henry postou, vai depender do que você espera de seu equipamento. Digo isso porque tenho uma T2i, com a lente do kit + uma cinquentinha 1.8 e uma Sx40 recentemente comprada que acho ótima, considerando a versatilidade do zoom gigantesco. Mas... Tudo tem um preço. Para que colocassem um zoom que vai a 840 mm em uma maquina compacta, foi necessário diminuir o tamanho de seu sensor, prejudicando a performance em iso elevado (mais ruído), em fotos noturnas ou internas sem flash. Portanto, julgar um equipamento pela oferta de zoom pode te deixar insatisfeito, já que em termos de qualidade de imagem nas condições que destaquei, as dslr estarão bem à frente.

    ResponderExcluir
  7. oi pessoal! Estou adorando o blog!
    vou repetir aqui uma pergunta que fiz em outro artigo, mas é porque tem a ver com esse assunto das lentes para a câmera Canon Rebel Ts3.
    Vou comprar esse modelo em Nova York, vai ser minha primeira reflex. Meus principais são fotografar comida, arquitetura (externa e interna) e áreas externas em que preciso de um zoom razoável.
    Que lentes vocês me recomendam?
    Vou comprar a 50 mm f/1.8.
    Além dela devo comprar a lente que vem no kit, Lente EF-S 18-135mm f/3.5-5.6 IS também, ou substituo essa por outra (em custo semelhante)?
    Pensei em comprar também uma Lente Autofoco 75-300mm f/4.0-5.6 III USM (sem estabilizador) ou Lente Autofoco EF-S 55-250mm f/4-5.6 IS (com estabilizador)... qual vocês acham melhor para meu caso?
    Estou começando, mas quero voltar de NOva York bem equipada, porque não sei quando terei outra oportunidade de viajar para o exterior!
    Obrigada pessoal! Um grande abraço

    ResponderExcluir
  8. Caro Henry,estou gostando muito do seu blog , mas,quero saber como faço para tirar fotos com efeito bokeh com uma nikon coolpix p500 ?Jan tentei de tudo, ateh diria que eh impossível se não houvesse fotos com esse efeito tirado pelos mais entendidos. Acho ateh que ela estah com defeito! Quando puxo o zoom ao máximo,ela não consegue focar o objetivo. Por gentileza ,uma dica. Meu nome eh Tatiana. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tatiana.

      Escreverei em breve um artigo mais detalhado sobre bokeh que talvez a ajude.

      Abraços.

      Excluir
  9. Gostei muito de descobrir este site , estou querendo comprar uma maquina fotografica intermediaria, e tenho visto algumas , gostei muito da Canom HVX200, o que voce me sugere? Gostaria de saber a opiniao de voces. Desde ja agradeco. um abraco.

    ResponderExcluir
  10. Henry, gostaria muito de uma opinião sua. Ano que vem começo o curso de fotografia, e estou querendo uma máquina um pouco melhor do que as canon t3.. T5....
    Estava olhando as 60d, 70d.. Mas também tem a 7d...
    Eu gostaria de ter uma maquina que náo tivesse problema com o clima, que fosse boa para fotos em studios, que o video fosse bom.. Quero para books, eventos.. Qual delas vc acha que seria melhor?
    Desde já obrigada, Talita

    ResponderExcluir