quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Vamos invadir sua praia! Você, sua câmera e suas fotos nas férias de verão

Porto de Galinhas - PE

Vem chegando o verão e você está indo para a praia, doido para arrasar nas fotos. Junto com as dicas para fotografar melhor em suas viagens e como fotografar grupos nas festas, este é o terceiro artigo de fotografia para ajudá-lo a tirar fotos mais bonitas em suas férias.

Esteja você indo para o Guarujá, seja para o Nordeste do Brasil, seja para Punta del Este ou até mesmo para a Costa Amalfitana (no verão europeu), as dicas que se seguem servirão para que você exponha suas fotos corretamente e possa retratar melhor seus passeios.

Expondo a imagem com precisão


Suponho que, se você se interessa por fotografia, você esteja usando o Modo Manual da sua câmera Reflex ou da sua compacta avançada e, por isto, que também já saiba como utilizar o fotômetro para expor sua foto.
O que você logo descobrirá ao fotografar na praia é que, se você obedecer cegamente o medidor do fotômetro de sua câmera, muitas de suas fotos ficarão escuras. Isto se deve porque a areia da praia e a água do mar são superfícies mais reflexivas do que o normal, então o medidor de luz da sua câmera identifica a claridade excessiva e indica um ajuste para isto, que quase sempre subexporá a foto.

Como evitar isto?

Maragogi

O mais fácil é você tirar uma primeira foto, ver se ficou escura ou exposta corretamente, e ajustar a velocidade do obturador ou a abertura de diafragma para a exposição adequada.

A segunda opção, se for um dia ensolarado na praia, é ajustar sua câmera meio stop ou até um stop mais claro do que indica o fotômetro, por exemplo:

Se o fotômetro indica que a exposição correta na praia é 1/500 f/8 ISO 100, você pode ajustar para 1/250 f/8 ISO 100 e ver como fica a foto.

A terceira opção é você tirar fotos escuras mesmo e arrumar depois em algum editor de imagens, como o Adobe Ligthroom ou o Photoshop, mas o ideal é tirar a foto bem exposta diretamente na câmera.

Fotografando em movimento ou de algo se movendo

Dunas de Marapé - AL

Se você estiver dentro de um veículo em movimento, seja em um carro, um bugue, um ônibus, ou até mesmo num barco, e quiser fotografar alguma pessoa, paisagem ou objeto, o ideal é que você ajuste a velocidade do obturador o mais rápido possível, para evitar que a foto fique borrada.
Para tanto, você deve configurar a abertura de diafragma para a maior possível que sua lente permita e, se for necessário, subir um pouco o ISO para 200 ou até 400.

A não ser que você queira dar a sensação de movimento, então você pode manter a velocidade do obturador mais lenta, como 1/50 ou até 1/30.

Pipa - RN

No caso da foto acima, do rabo do golfinho, eu estava dentro de um barco em movimento, com o golfinho longe pulando para fora da água e com uma lente telefoto de 300mm, que por si só já necessita de uma velocidade rápida do obturador, além do enjoo!
Conseguir obter uma boa imagem nestas condições era quase um trabalho de franco-atirador.

Lembre-se da Regra dos Terços

Praia do Gunga

Quando você for fotografar paisagens, com a linha do horizonte no fundo, a Regra dos Terços é essencial.
Evite centralizar o horizonte do quadro, o melhor é que o horizonte esteja na metade inferior (como na foto acima), ou na metade superior (como na foto abaixo).

Natal - RN

Esta regra ajuda a criar uma hierarquia de interesse, determinando o que é mais importante no quadro, se é o céu ou se é o que está abaixo.

É óbvio que você poderá aplicar várias das outras regras do nosso Curso de Introdução à Fotografia, mas a Regra dos Terços é essencial nestes casos.

Os melhores horários do dia

Mundau - CE

Os melhores horários para se fotografar no litoral são exatamente os mesmos que em qualquer outro tipo de fotografia: de manhãzinha ou ao cair da tarde.
Meio dia é o pior horário para se fotografar, por causa das sombras fortes e curtas, do contraste fortíssimo e também por causa dos perigos do sol deste horário. Não se esqueça de passar o protetor solar também!

Maragogi

No entanto, para fotografia subaquática, o horário de meio dia é o melhor, pois a luz entra diretamente na água, iluminando melhor o fundo e os peixes.

O milagre da luz de preenchimento

Eu em Barceloneta
(1/250 f/9 ISO 100, com flash embutido, por Denise Nappi: http://www.flickr.com/photos/henrybugalho/6589357667/)

O primeiro grande equívoco dos leigos em fotografia é pensar que flash é apenas para se fotografar à noite.
Na minha experiência, o flash embutido da câmera é muito mais útil durante o dia do que à noite, pois é uma ótima maneira para se obter uma luz de preenchimento.

Mas o que é luz de preenchimento?

Basicamente é uma segunda fonte de luz usada para amenizar as sombras, que pode tanto ser um flash, quanto um rebatedor ou até uma parede branca. Qualquer coisa que sirva para suavizar as sombras de uma luz principal.
A vantagem de utilizar o flash embutido da câmera para isto é que se trata de uma luz tão fraca que dificilmente conseguirá sobrepujar a luz do sol.
No caso da foto acima, o sol estava às minhas costas, ou seja, o meu rosto estaria totalmente nas sombras, mas, com o flash embutido da câmera, foi possível suavizar as sombras, tornando a foto melhor.

Vai por mim: da próxima vez que for fotografar alguém sob sol forte, use o flash de sua câmera e veja o resultado (mas não pode ser muito de longe, pois este tipo de flash não tem tanta potência assim...).

Uma câmera à prova d'água é super legal!

Câmera Compacta - Maragogi

Lembre-se, sua câmera Reflex ou compacta avançada não pode entrar na água! A não ser que você tenha um acessório específico para isto (e que costuma custar mais caro do que a própria câmera).

No entanto, se você tiver a possibilidade de comprar uma câmera à prova d'água, mesmo que seja de filme, eu lhe garanto que é muito legal.

Câmera Compacta - Maragogi

Primeiro, por causa da reação das outras pessoas quando você entra com a câmera no mar. De longe, você já pode ouvir os outros falando: "Putz! Já era a câmera!"

Depois, que é uma maneira diferente para registrar seu passeio, seja no mar ou na piscina, sem preocupar-se em molhar seu equipamento e adeus àquela cacetada de dinheiro que você gastou!

Eu recomendaria os modelos de câmeras compactas à prova d'água da Panasonic, mas a Olympus, a Pentax e Canon também fazem parte deste jogo.

E nunca se esqueça de, assim que sair do mar ou da piscina, lavar bem sua câmera em água corrente e remover quaisquer resíduos de areia.

Carregando uma câmera compacta

Porto de Galinhas

Recomendo que, sempre que você for viajar, além de levar a sua Reflex ou a sua melhor câmera, leve também uma compacta pequena e discreta.

Nem sempre será possível sair fotografando com uma câmera que chame atenção, seja porque algumas cidades ou áreas são perigosas, seja porque você quer capturar uma imagem com discrição.

Você nunca sabe quando encontrará uma imagem interessante para fotografar.

Cuidando de seu equipamento

Dunas de Marapé - AL

Tirar fotos na praia é uma das raras circunstâncias nas quais eu recomendo limpar a câmera diariamente, para remover areia que pode ter entrado na lente ou no sensor da câmera.

Ao final de cada dia, desmonto a câmera e faço uma limpeza geral. Você ficaria impressionado com a quantidade de areia que você encontrará.

Só lembrando que, se sua câmera não for à prova d'água, jamais tente entrar no mar com ela!


***

Gostou deste artigo?


A melhor referência para quem deseja aprender a tirar fotos melhores.

  1. Vou viajar dia 02 agora e só tava me preocupando com a reflex hehe, agora vou levar a minha compacta também!

    Vlw!

    ResponderExcluir
  2. Vc comentou sobre discrição em algumas fotos e me estimulou a te perguntar sobre esse tema: discrição, gosto muito de tirar fotos de pessoas, pessoas fazendo coisas, concentradas, etc, mas tenho muito medo muitos quendo percebem não gostam e quandoe stava em Marrocos fui rodeado de pessoas que queria pegar a minha câmera. Gostaria que vc comentasse algo a este tema: como fazer fotos de pessoas anônimas, crianças, etc. Agradeço.

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre carrego uma câmera compacta comigo, Jáfer, principalmente para fazer vídeos ou para levar no bolso quando não estiver com a Reflex.

    Pode deixar que vou escrever um artigo sobre isto, André, pois isto varia muito de país para país, de cultura para cultura. Até a legislação é diferente.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Henry. Fiquei muito impressionado com suas fotos das praias. Estas cores vibrantes do céu, mar e vegetação você consegue apenas utilizando os recursos da máquina fotográfica? Parabéns pelo seu blog e pelo livro que publicou!

    ResponderExcluir
  5. Obrigado, Lobo.

    Como só fotografo em .RAW, todas as fotos precisam de uma pós-produção, pois saem "cru" da câmera.

    É necessário fazer a correção de exposição, contraste, saturação, nitidez, brilho e equilíbrio de branco antes de converter a foto para .JPEG.

    Excetuando isto, não faço mais nenhum retoque digital nas fotos, com raríssimas exceções.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde Henry!
    Primeiramente gostaria de elogiar seu excelente site e por compartilhar seu conhecimento conosco.
    Estou aprendendo fotografia e vou realizar meu sonho que é comprar uma DSLR, vi a Canon T3 e a T3I mas preciso de suas orientações.
    Olhando as especificações técnicas, elas possuem pouca diferença, mas o preço tem uma boa diferença. Então qual delas vc me recomenda?
    Eu havia pensado na T3 e investir em alguns acessórios.
    O que vc acha?

    Abraços e feliz 2012!

    Enio.

    ResponderExcluir
  7. opa, td bem?

    Gostei dos posts sobre as férias, festas de fim de ano.
    Acabei de chegar de viagem, e usei mto algumas dicas, principalmente o uso do flash como luz de preenchimento.
    Mas estou com um probleminha, faz alguns meses que entrei no mundo da fotografia e estou com dificuldade para organizar as fotos.
    Poderia dar algumas dicas? cheguei com quase 2.000 mil fotos da viagem, e to meio perdido para organizar, já que tenho fotos pessoais, paisagens, pessoas, objetos e mtas outras coisas.

    Obrigado

    ResponderExcluir
  8. Oi, Heldrick.

    Eu falo sobre isto no livro de Introdução à Fotografia do Cala a Boca e Clica!, caso você tenha interesse.

    http://www.calabocaeclica.com/p/comprar-o-livro.html

    Abraços.

    ResponderExcluir