sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Introdução à Fotografia 27 - Composição: Quebrando as regras

Dragonfly
(1/125 f/1.8 ISO 50, foto tirada sem nenhuma regra específica em mente, talvez usando linhas e formas. Foto: http://www.flickr.com/photos/henrybugalho/4078599453/)

A fotografia se assenta sobre alguns dos mesmos princípios das demais formas de Arte e, além dos princípios técnicos sobre os quais já falamos - ISOvelocidade do obturadorabertura de diafragmadistância focal -, um dos maiores segredos de uma boa foto é como os elementos de um quadro estão dispostos, o que chamamos de composição.

Existem várias técnicas de composição, e mais de uma pode estar presente numa foto.

Quebrando as Regras

Poster

Nestes últimos meses, falamos de várias regrinhas e técnicas de composição para se obter uma foto melhor. Algumas são muito conhecidas e repetidas por todos os cursos de fotografia por aí, como a Regra dos Terços, Contraste, Ponto de Vista ou Recorte (Cropping), outras já não são tão conhecidas ou até controversas, como a Regra dos Ímpares ou Ritmo.

Tantas técnicas ou regras podem confundir o fotógrafo iniciante.

- Terei de pensar em todas estas coisas antes de tirar uma foto? - você deve ter se perguntado ao longo deste curso.
A resposta é "sim" e "não".

Token

A princípio, você terá pensar e utilizar conscientemente estas regras. Terá de testá-las, terá de dizer para si mesmo: "hoje vou utilizar a Regra dos Terços", ou "hoje vou tentar tirar uma foto com Espaço Negativo", e assim por diante, pois será apenas através da repetição que você aprenderá a utilizar tais técnicas.

No entanto, com o tempo e com a prática, todas estas técnicas e princípios se tornarão intuitivos e você saberá criar uma bela composição sem precisar pensar muito. Bastará você ver uma cena e, no ato, já saberá se será uma foto bonita ou não.

E, depois de um tempo, você também começará a perceber que todas estas regras e técnicas tem um limite, que não bastam para expressar certas ideias, para capturar certos momentos ou sentimentos.
É neste momento em que você sentirá a necessidade de quebrar as regras e criar algo diferente.

No entanto, para quebrar as regras, você precisa conhecê-las antes.

Moishe's Bakery
(1/50 f/3.2 ISO 50, quebrando a Regra do Espaço. Foto: http://www.flickr.com/photos/henrybugalho/4081476935/)

Fazer como todo mundo faz é a fórmula certa para uma fotografia sem personalidade, plana e monótona.
Alguns pontos de vista, alguns estilos de composição, algumas poses, são usadas por muitos fotógrafos de tal modo que, ao compará-las, você não saberia distinguir quem tirou aquela foto.

O diferencial está em somar todas as técnicas ensinadas, praticá-las e, no meio delas, encontrar sua própria voz e seu próprio estilo, transgredir e experimentar. A fotografia pode ser o maior mais belo e incrível para você mostrar que você é e o que você sente ou pensa.

Reflexo - poça

Ao experimentar e brincar com as regras, você revela sua criatividade e que consegue ir muito além do óbvio, mas, para isto, você também tem de começar a prestar atenção aos detalhes, ao que ninguém mais vê ou dá importância, ao que está escondido, ou ao que somente você se

Arriscando-se, você tirará muita foto ruim ou ridícula, mas o importante é que você não mostre os experimentos ruins aos outros, apenas o que deu certo, que tudo ficará bem.

É esta habilidade entre utilizar as técnicas e as regras e rompê-las que diferencia grandes fotógrafos dos demais.

Por isto, arrisque-se! Experimente! Crie!

Exercícios práticos

1 - após ter posto em prática todas as técnicas e regras de composição apresentadas neste curso, tente ser inovador, criativo e tirar uma foto diferente de qualquer uma que você já tenha tirado ou visto por aí.

2 - depois, compartilhe conosco o resultado de seus experimentos, e não deixe de expôr suas dúvidas, comentários ou conclusões.

http://www.flickr.com/groups/calabocaeclica/



***

Gostou deste artigo?


A melhor referência para quem deseja aprender a tirar fotos melhores.

  1. Era disso que eu estava com dúvida no outro post, kkkkkkkkkkkkkkk.

    Mas tipo, se eu estou treinando uma técnica, exemplo regra dos terços, daí eu encontro outra técnica na minha foto, como você disse que pode ter várias técnicas numa mesma foto, mas a minha intenção era a regra dos terços, isso influencia em alguma coisa???

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto depende, Walter.

      Se sua intenção era, num exercício de fotografia, a regra dos terços, mas acaba surgindo várias outras técnicas conflitivas de composição, isto pode ser ruim.

      Mas se você está fotografando, vê uma bela cena e fotografar usando a Regra dos Terços e, depois ao analisar a foto, você percebe que há outros princípios, em tese não há nada de errado nisto.

      É o tipo de coisa que ocorre o tempo todo comigo.

      Abraços.

      Excluir